Pryscilink
Arquivos

 

 

 

7.7.10

 

Cáxara de forfe! Cúspere de Grilo!

Época de Copa do Mundo. Hora de falar de futebol. Sempre me perguntam "para qual time você torce?". Cansei de dizer que torço é o nariz e que não estou nem aí para futebol. Não consigo entender o fanatismo por coisa alguma, quem dirá por este esporte. Acho inconcebível que alguém razoavelmente inteligente sinta-se representado por um bando de marmanjos que cantam "ouvirumduipirangaasmargeplástica", correndo atrás de uma bola. Para mim, cada partida é um comprimido de Soma, droga sintetizada para amansar multidões no livro Admirável Mundo Novo - aqui no Brasil, Admirável Terceiro Mundo Novo. O intuito é alienar o Zé Povo, principalmente em ano de eleição.
Desculpem-me o 'tom Pedro de Lara' herege que assumo sobre o assunto, mas acho sim que futebol é uma droga. Aliena, vicia, eleva adrenalina, toma tempo, dinheiro e não traz benefício algum (exceto para quem pratica) além de ser uma das maiores lavanderias que se tem conhecimento. Como se não bastasse, que tipo de informação fundamental para a sobrevivência adquire-se após 90 minutos de jogo? É a mais vã ocupação de tempo do planeta dos macacos (ouço Pedro de Lara tendo orgasmos com minha chatice).
O que me perturba ainda é que muito mais homens do que mulheres gostam do esporte, afinal, é a única coisa que não tem peitos pela qual os homens se interessam momentaneamente.
Mas, resolvi superar minha aversão ao futebol e torcer para algum time. Realmente faço votos de que este timão que eu escolhi para amar até a morte, alcance os mais altos méritos do mundo futebolístico. Desejo, com todas as forças dos meus movimentos peristálticos, que esta equipe destroce o Santos, chacine o Corinthians, detone o Flu e o Fla, Parmêra, Coxa, River Plate, Milan, Vasco, São Paulo, Botafogo, Fluminense, Cruzeiro, Grêmios-Atléticos-Internacionais de qualquer espécie bem como todo e qualquer timeco que se atreva a cruzar seu caminho iluminado de glórias.
Estou falando do agora meu Esquadrão Zebrado... Do meu Nho-Quim... Do meu amado-idolatrado-salve-salve "XV de Piracicaba"!!! Meu novo amado time foi fundado em 15/11/1913. Teve 474 vitórias, 453 empates, não interessa quantas derrotas, 2176 gols marcados e também não interessa quantos gols sofridos. O hino popular do XVzão tem a melodia mais linda e a letra mais profunda que conheço. Segue:


Cáxara de forfe... Cúspere de Grilo... Bícaro de Pato
XV! Cra, cra , cra
Ásara de Barata... Nhéque de Portêra... Já que tá que fique...
XV! Cra, cra , cra.
Veio numa Kombi véia... Sem óio de breque... Diócro de raibã...
XV! Cra, cra , cra


Mas o que me convenceu mesmo a torcer para o XVzão de Pira foi a criatividade coreográfica da torcida organizada. Nem a Cia. de Dança Débora Colker teria este poder de síntese. Acompanhem os passinhos da torcida que eu reproduzi abaixo:
XVzão de Pira: tchi amo até morrer!!!

Comments:
Eu torço para que o caldo de milho com frango e queijo chegue quentinho.
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
JA QUE TA QUE FIQUE GOOOOOOOOOOOR s2
 
Nunca li um texto tão bom sobre não se gostar de uma coisa, ou se gostar de uma coisa tão ruim.
Excelente, Pry!
Vim aqui atrás da Amely e me engatei nos caras do XVzão. Hahaha

San

PS: a verificação de palavras hoje é Ingsmar. Não é o nome daquele cineasta sueco? O Bergsman?
 
Não lembro bem onde, mas, salvo engano, em algum lugar desse hino também constam as expressões "carcanhá de grilo" e "zócre de Raiban".
 
obra prima! crá crá crá!
 
vai assistir novela, vai
 
Postar um comentário

Links desta introdução:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?