Pryscilink
Arquivos

 

 

 

1.11.07

 

Robert Johnson

Reza a lenda que todo o bluesman tem um pacto com o Diabo. Este mito surgiu com o sumiço do grande bluesman Robert Johnson (foto acima) por seis meses. Após este curto período ele retornou como um grande músico, tocando blues como ninguém antes. A explicação para como Johnson conquistou a extraordinária perícia em tão pouco tempo foi a de que só podia ter vendido a alma ao Diabo. Atualmente, críticos acreditam que os acordes surpreendentes de Robert Johnson eram executados por conta do tamanho exagerado de suas mãos (vide foto). Um músico com mãos normais jamais conseguiria executar os mesmos acordes.
Mas as composições de Robert Johnson reforçavam a lenda do pacto demoníaco. Um bom exemplo é a Crossroads Blues em que Johnson canta que está "andando com o Diabo". O fato é que ele se referia a uma de suas esposas quando mencionava o Diabo na letra da música.
Robert Johnson perdeu sua primeira esposa por complicações no parto de seu filho em 1930. Depois disso resolveu entregar-se à "maneira blues" de viver. Foi envenenado com estriquinina misturada com Jack Daniels depois de comer a mulher que era esposa do dono do bar onde tocava. Seu corpo foi enterrado exatamente onde caiu, dez metros distante da porta do bar. O sepulcro é anualmente visitado por milhares de amantes do blues do mundo inteiro.

Comments:
Quem faz um pacto famigerado desses não se torna um grande músico, pois essa música é coisa que faz bem, torna-se presidente dos Estados Unidos. Já o que ele fez contra si foi estupidez por conta própria.
 
boa nana!!!
também acho isso!!! talvez o lula também tenha pacto! o almir sater, não!
beijones!
 
hUM... sei não, há 12 anos envelhecidamente canto blueses por aí com minha banda e, até hoje, não baixou nenhum pitinhorão no palco!
rsrsrss
Celso Blues Boy que o diga com a sua Mississipi, ao lado do rei B.B.King!
Bjins
 
Postar um comentário

Links desta introdução:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?