Pryscilink
Arquivos

 

 

 

10.5.06

 

Duas coisas legais:

1- O nobre colega Marcelo Badari que ficou entre os finalistas na categoria Retratos do concurso de ilustração da Folha de São Paulo (aliás, eu também fiquei entre os finalistas só que na categoria tirinhas com a Amely - Mulher de Verdade) presenteou-me com o retrato que vocês podem conferir logo abaixo. Fiquei muito melhor no desenho do Badari do que sou na realidade. Adoro caricaturistas piedosos! Bem, estou indo na academia assiduamente para conquistar a barriguinha que o Badari me deu. Gostei também da frase "O indiscutível charme de uma garota curitibana" que acompanha o retrato no site. Tudo isso porque o Badari ainda não me flagrou tirando tatu no trânsito e grudando no volante... Sou o charme em pessoa!

2- E eu achando que era um sintoma de insanidade mental encontrar uma retro-escavadeira desenhada nas varizes da minha avó... Pelos comentários sobre o assunto o hábito inútil é muito mais comum do que eu pensava. E vejam só: O Hemetério, fiel colaborador do blog e grande conhecedor de todas as coisas, mandou-me uma página do livro Dicas Úteis Para Uma Vida Fútil - Um manual para a maldita raça humana com uma foto do escritor Mark Twain num travesseiro que transforma-se numa garotinha. Dicas úteis para uma vida fútil?!



pryvieira@yahoo.com.br


Comments:
Quando eu for pra Curitiba vou checar pessoalmente tuas medidas (cinturinha, pernas etc).
Mas não precisa se matar na academia, não... tirar tatu no trânsito e grudar no volante já é um puta exercício... pelos menos pros dedos e pro orifício nasal... é um exercício de introdução... "introduzido por Pryscila Vieira"... aliás isso me deu idéia pruma tira... (falando nisso, porque os caras não escolheram minhas tiras naquele concurso? também, tinha a Pryscila e outros detonando).
 
Quanto a enxergar coisas diferentes em objetos e cenas comuns, não é tão estranho realmente. Eu por exemplo enxergo o caos desenhado no meu extrato bancário.

Abraço Pry
 
tudo muito legal, mas me interessei mesmo pelos cobertores q parecem serem um tecido gostosinho, quentinho e fofinho (nao maliciem)...e como eu gosto de dormir muito...seria bom adquiri-los. ah, parecem cheirosos tb...rs..
 
Tua caricatura tá muito engraçada, parabéns ao Badari. E obrigado pela citação, Pryscila:-)
 
O Banido ainda consegue ver o caos! Sujeito de sorte, no meu só encontro os escombros da guerra.
Nunca gostei de academia, mantenho a forma com duas caminhadas de meia hora, uma para ir e outra para voltar do trabalho.
A "garotinha" parece estar de luto.
 
Pryscila, acabo de postar a tira lá no blog: www.badari.net

Bjs

Valeu, Hemeterio!
 
Pryscila, já que você gosta de ver coisas que não existem (ou que existem, mas nós, pobres mortais, infelizmente não enxergamos):
http://www2.uol.com.br/cafecombobagem/museuimages134.shtml
Beijos,
Pedro Cirne
 
Priscyla, vim lá do Solda, onde colaboro, só pra espichar esse assunto. O que eu sei, e publiquei lá na minha coluna em 29/7/05, é:

Pareidolia ? É uma palavra cujo sentido só faz sentido se você divagar. Deitar na grama e ver figuras nas nuvens. Visualizar um perfil humano no recorte de uma montanha. Reconhecer imagens em manchas ou relevos em paredes. N?o chega a ser alucinaç?o porque o cara tem, o tempo todo, consciência da irrealidade da coisa, exceto os fanáticos, que acabam por venerar janelas santificadas por detergente. Enfim, é t?o somente um tipo de deficiência da percepç?o, um tilt mental, que faz com que um estímulo vago, dúbio, seja claramente percebido como uma forma familiar. E é por isso que a maioria da populaç?o brasileira é capaz de olhar para alguém como o sr. Luis Inácio Lula da Silva e imaginar que está diante de um presidente da República.(Fraga)
 
Fraga: por que você está se metendo no blog da Pryscilona?
Olha que eu lhe dou voz de prisão!
 
Postar um comentário

Links desta introdução:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?