Pryscilink
Arquivos

 

 

 

20.8.14

 

Robin Williams

 
Minha primeira vez com a morte foi pela TV quando faleceu o comediante Zacarias, dos Trapalhões. Não entendi muito bem aquela situação. Como um cara engraçado daqueles podia deixar tantos sorrisos órfãos? O que é morte, mãe? Pai, no caixão tem colchão? O Zacarias vai ficar bem?
Até hoje não consigo digerir a morte de um humorista. E muitos bons se foram nesses anos.
O Robin Williams despertou-me alguns desses sentimentos confusos vividos na tenra idade. Como assim, Robin? Por quê?!
Bem, de todas as questões sobre a morte, só resolvi que o caixão não precisa de colchão. O resto dói igual.
 

Comments: Postar um comentário

Links desta introdução:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?