Pryscilink
Arquivos

 

 

 

8.10.10

 
DOG e GOD. Coincidentemente um é o inverso do outro na língua mais pop do planeta. Arthur Schopenhauer chamava os seres humanos de "bípedes" e nutria um profundo desprezo pelo homem (muito maior pela mulher). Mas tinha uma paixão confessa por cães. O que me chamou a atenção na biografia deste solitário esquisitão é que chamava seu amigo quadrúpede de "Atma", que em hindu significa "Alma do mundo". Ou seja, Schopenhauer chamava seu poodle praticamente por Deus. E quando Atma fazia um cocozinho fora do lugar, era repreendido pelo xingamento "Homem!".
Já os egípcios tinham uma visão diferente sobre a relação entre Deus e cães. Seth era um dos deuses egípcios representado por um homem com a cabeça de um cachorro. Embora inicialmente fosse um deus benéfico, com o passar do tempo tornou-se a personificação do mal. Por conta disso adquirimos o hábito de falar do "tinhoso" usando a palavra "cão".
Dia 05 de outubro foi o Dia do Cachorro. Para mim, não passou de mais um "dia de cão", valendo-me do sentido arcaico da expressão... Porque muitos deles andam recebendo tratamentos dignos de Deuses, afinal GOD e DOG são praticamente a mesma coisa para algumas pessoas.
Abaixo, posto uma tirinha que saiu na Folha de São Paulo sobre os benefícios (e desentendidos) que os pets trazem para os seres humanos.

Postado por Pryscila Eukanuba Vieira, diretamente do petshop.

Comments: Postar um comentário

Links desta introdução:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?